Na cadeira onde me sento, penso e teclo coisas que me vão na alma. Coisas que vou observando no dia a dia, que mexem comigo e com o meu Povo

Art. 13º, n.º 2 da Constituição
"Ninguém pode ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual". É assim que conta na Constituição da nossa República.
24
Set 11

O Talk-Show do Nico

Um Stand-Up comedy que sabe a pouco

   

Ontem na nova grelha da RTP1 (televisão do estado) foi noite de reentrada de um programa de entretenimento o “Nico à Noite” tendo como é habito o Nicolau Breyner a dirigir este espaço televisivo. Já na época anterior eu tinha achado que qualquer coisa não estava bem naquele programa, no entanto, fiquei calado já que só pelo facto do Nicolau ter voltado à RTP já era uma mais-valia não só para a estação televisiva como para nós telespectadores.

Desta vez, tenho mesmo de fazer uma crítica pela minha voz o que vai na dos telespectadores que não o fazem, uns porque não sabem como, outros por respeito ao actor. Pois bem, é porque o 25 de Abril me deu a oportunidade de dizer o que me vai na alma e porque tenho o maior respeito pelo Nicolau Breyner enquanto actor, director de actores, empreendedor e homem. Conheço o Nicolau há mais de quarenta anos, tomei muitos copos com ele no saudoso Porão da Nau. Cheguei a cruzar-me com ele em alguns espectáculos. Éramos rapazes novos e andávamos atrás das coristas da época e sempre achei ser pessoa digna e do qual sou fã incondicional, mas agora, por todos os Deuses, o que é que se passa?

O “Nico à Noite” desta vez, continua na mesma sem novas ideias, até pelo contrário, é uma cópia do programa “ Herman 2011“ com a agravante de ter um conjunto musical que só ali está quase como corpo presente. Vamos aos factos:

- As anedotas são iguais a qualquer outro entertainer.

- As entrevistas, que seriam a mais-valia do programa, são curtas e sem grande interesse. “Se o tempo é curto, então aumentem o tempo, cortem nas anedotas ou tenham menos entrevistados”

- A orquestra, digo conjunto, só ali está para fazer separadores. Estou como o outro que dizia: um baterista chegava.

- Amigo Nicolau, tu que ainda tens uma voz de fazer inveja a qualquer destes novos cantores que nos entra casa dentro, porque não nos deleitas com pelo menos uma canção por programa, os telespectadores que te seguem ficariam gratos e até para justificar o que a RTP gasta com aqueles músicos.

- Eu sei que os músicos também precisam de ganhar, já basta actualmente estarem enlatados nos Playback para a maioria dos cantores da nova geração, mas para fazerem praticamente de corpo presente, acho pouco trabalho e dinheiro mal gasto.

- Certamente não terás toda a culpa, talvez por outras exigências do canal, mas por amor da Santa! Nicolau, és um actor/cantor com um palmarés e uma sabedoria que eras capas de fazer melhor. Copiar no pior sentido a quem deste a mão, está mal.

Um abraço e desculpa qualquer coisinha deste velho amigo que já não nos encontramos à mais de quarenta anos.

Aos senhores da RTP, que tenham juízo, pois Nicolau Breyner só há um e valorizar o trabalho de quem está vivo sempre é melhor que deitar lágrimas de crocodilo de pois de mortos. 

Para os menos atentos sobre esta coisa de artistas e se quiserem perder um pouco de tempo, que será ganhar, vou aqui deixar uma entrevista superiormente dirigida pelo Daniel Oliveira como já nos habituou em “Alta Definição”.

Vejam as três partes e deliciem-se com o entrevistado e entrevistador.

 

 

 

 
Tenho dito por agora e esopero que tenha gostado. Se não gostou, Olhe! Paciência
Nelson Camacho D’Magoito
 
 
 
 

 

 

publicado por nelson camacho às 12:16
sinto-me: Já estou com saudades
música que estou a ouvir: Senhor Feliz e Senhor Contente

05
Set 08

     Hoje vou levantar-me da minha cadeira de baloiço onde penso vejo e revejo as coisas do dia a dia e vou à festa!

     Quero alertar os meus leitores e os KusKas que este post não tem qualquer sentido político mas sim a divulgação de uma festa que eu gosto e lá estarei conforme milhares de outros como eu. “Ser diferente não é defeito, por vezes até é virtude”Nelson Camacho.

     Festa rija como poucos são capazes de organizar, aliás já tive oportunidade de a publicitar em “Manuela Ferreira Leite, porque não te calas?”

     Mas vamos ao que interessa.

     Já lá vão 32 edições da FESTA do AVANTE que o PCP (Partido Comunista Português) organiza. (Avante foi o nome que foi dado em 1931 a um jornal, que no principio, era uma folha clandestina e que era distribuída também pelos estudantes. Eu chegai a distribui-lo na altura em que até era proibido aprender o Esperanto) bem, mas isso é outras histórias que um dia contarei. Agora o que efectivamente interessa é que durante três (3) dias vai haver festa da rija na Quinta da Atalaia.

     Começa hoje e abre as sua portas às 19:00 horas indo a festa até Domingo às 23:00.

     É a maior festa cultural e diversificada que se leva a efeito no nosso país, devendo-se a sua realização da capacidade dos militantes do PCP e da JCP – e seus amigos – numa estreita generosidade e de um imenso trabalho.

     Esperam-se como é costume milhares de visitantes crentes, simpatizantes e não simpatizantes pois a festa é de todos e para todos os portugueses.

     É uma Festa de amizade entre os povos e várias culturas

     Nesta Festa vamos ter: Desporto, exposições, gastronomia, artesanato, as novas tecnologias, a rádio, o teatro, a dança, os livros e os espectáculos dos mais diversos, dando como destaque no dia da abertura uma novidade ‘Grande Gala de Ópera’.

     Centenas de artistas abrangendo as mais variadas expressões musicais, estarão nos vários palcos, desde as populares às vanguardistas. Entre amadores e profissionais, aqui fica a sua lista.

     Nos entre tantos ainda vai haver espaço para homenagear o Senhor do “O Evangelho segundo Jesus Cristo” ou seja o nosso maior escritor da actualidade, José Saramago, assinalando a passagem do 10.º aniversário da atribuição do Prémio Nobel.

 

Os preços para estes dias são o seguinte:

Hoje:…………………….. 19,00 Euros

Amanhã:…………………. 23,00 Euros

Domingo:………………... 15,50 Euros

Entrada permanente:…... 27,00 Euros

 

 

 

Grande Gala de Ópera

The Coal Porters

André Cabaço

André Fernandes Quarteto

     com Mário Laginha

Blue Big Band (Brasil)

Big Band do Hot Clube de Portugal

Camané (a voz do Fado)

Da Weasel

David Binney – Quinteto

       com Mark Turner

Eneida Marta

Fado Morse

Faith Gospel Choir

Galandum Galundaina e

Toques do Caramulo

Grupo Moncada

Júlio Pereira

Júlio Resende Quarteto

Krissy Mathews Blues Band

Kumpania Algazarra

Mind da Gap

Mu

Navegante

Nuno Mindelis & Blue Bog Band

Pedro Jóia

Skalibans

Tabanka Djaz

Telectu com Jonas Runa e Steve Noble

Terrakota

Tucanas

Vieux Farka Touré

WrayGunn

X-Wife

Xaile

Xutos & Pontapés Rock & Roll Big Band

 

Diz-se que todos os caminhos vão dar a Roma. Pois para a Atalaia também é assim!

Os transportes possíveis de utilizar

De Autocarro

Lisboa – Cacilhas

Cacilhas - Atalaia

De Barco

Cais do Sodré - Cacilhas

Cais do Sodré – Seixal

De Comboio

Lisboa – Foros de Amora

Setúbal – Foros de Amora

De Carro próprio

Nas redondezas da festa há parques de estacionamento à borla

 

     Meus amigos, espero que este post sirva de alguma coisa, quanto mais não seja para lembrar que com um sorriso a gente vai lá.

     Eu vou lá estar olaré………….

 

 

Nelson Camacho D’Magoito

 

publicado por nelson camacho às 16:35
sinto-me: Livre
música que estou a ouvir: Moda do Entrudo de José Afonso

Setembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29


arquivos
2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

34 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO